Entrada nos EUA e Canadá

Requisitos de entrada nos EUA

Quem viaja para os EUA deve indicar dados Secure Flight e geralmente fazer o registro eletrônico no Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem ESTA.

Registro de dados para o Secure Flight (API)

Desde novembro de 2009, a verificação de segurança dos passageiros nos EUA é realizada pela TSA (Transportation Security Administration). As companhias aéreas são obrigadas a enviar os dados à TSA três dias antes da partida e de verificar os resultados das autoridades de segurança. As informações são codificadas e transmitidas à TSA de acordo com os mais altos padrões de segurança. Os dados não serão utilizados de outra forma.

São afetados todos os voos da Condor e Thomas Cook Airlines para/via os EUA: Na entrada e saída, conexão e alguns sobrevoos do EUA (destinos de sobrevoo: a partir/até Cancún, Havana, Veradero, Holguin, Santa Clara, Toronto, Vancouver). Não importa se você reservou o seu voo com a Condor ou Thomas Cook Airlines via condor.com, uma agência de viagens estacional, uma agência de viagens online ou no âmbito de um pacote de viagens com um agente de viagens.

As informações para Secure Flight (título/sexo, nome, sobrenome, data de nascimento, número de recurso (redress number)* caso aplicável) são solicitadas pela condor.com durante a reserva e são transferidas automaticamente para as autoridades dos EUA. Nesse caso não será necessário registrar os dados novamente no formulário de dados API em condor.com. Se você não tiver indicado os seus dados diretamente na hora da reserva, pedimos que insira os seus dados o mais cedo possível. Mantenha os seus documentos de viagem e documento de identificação ao seu alcance para o registro.

A captação dos seus dados para o Programa Secure Flight é válida para o voo reservado com a Condor e Thomas Cook Airlines inclusive todos os trajetos parciais realizados com companhias aéreas parceiras. Para a inserção de seus dados no Formulário de dados API só é necessário indicar o trajeto principal da Condor.

Todas as informações devem ser transmitidas para todos os voos até 75 horas antes da data da partida, para serem transmitidas à TSA a tempo. A transmissão posterior dos dados não é possível através do formulário online. Se você esquecer de inserir os seus dados até 75 horas antes, é possível fazer um registro no aeroporto sujeito a uma taxa de 5,00 euros. Nesse caso excepcional, dirija-se diretamente ao check-in. Sem os seus dados a Condor tem o direito de negar o transporte.

Pode ser que a TSA não seja capaz de concluir a verificação de segurança a tempo, por ainda existirem perguntas sobre os dados do passageiro. Nesse caso, essas perguntas serão esclarecidas no check-in.

Observe que não podemos emitir um cartão de embarque sem verificação de segurança bem-sucedida pela TSA e que você não poderá voar para os EUA.

Formulário de dados API

Você encontra o formulário online (Formulário de dados API) para a inserção das informações Secure Flight aqui:

Formulário de dados API

Mais sobre "Informações sobre a proteção da privacidade para voos para/dos EUA"

Por favor, observe a seguinte informação sobre a obrigação da Condor por parte da TSA:

Para a verificação com as chamadas "watchlists", o órgão de segurança de transporte norte-americano (TSA) lhe obriga a transmitir os seguintes dados: nome, data de nascimento e sexo (base jurídica do 49 U.S.C. artigo 114, do Intelligence Reform and Terrorism Prevention Act de 2004 e do 49 C.F.R parte 1540 e 1560). O não cumprimento da obrigação de transmissão destes dados podem levar à negação do transporte ou negação do acesso ao portão de embarque. Você também é solicitado a indicar o chamado número de recurso (redress number), caso aplicável.

A TSA pode comparar as suas informações indicadas com autoridades responsáveis pela aplicação da lei, serviços de inteligência ou outros órgãos (de acordo com o sistema publicado das notificações de registros). Você encontra mais detalhes sobre as disposições da segurança de dados da TSA, o sistema das notificações de registros ou sobre a verificação de compatibilidade de proteção de dados no site www.tsa.gov.

Versão: 20/05/2011

*Se já foi efetuada uma verificação de segurança pelas autoridades de segurança dos EUA para a sua pessoa, e você recebeu uma resposta negativa (por exemplo, devido ao confundimento de nomes), a qual você reclamou, você obteve um número do processo (redress number).

Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem ESTA

Todos os cidadãos de países do Programa de Isenção de Vistos devem solicitar a permissão para a viagem online atempadamente antes do início da viagem. A permissão para a viagem ESTA (Electronic System for Travel Authorization) deve ser solicitada por todos os cidadãos dos países do Programa de Isenção de Vistos até 72 horas antes do voo via https://esta.cbp.dhs.gov. Se a solicitação for feita depois, não será possível garantir o processamento a tempo pelas autoridades americanas. Após uma mudança de procedimentos, as aprovações em tempo real do ESTA deixaram de ser possíveis após dezembro de 2018!

Observe que a declaração de informações erradas ou incompletas no ESTA pode levar à negação do transporte. Nós recomendamos efetuar o registro exclusivamente através do link oficial da CBP indicado.

Taxas e procedimento

Para solicitar a permissão ESTA, o U.S. Department of Homeland Security (DHS) cobra uma taxa composta por uma taxa de processamento (taxa para processar a solicitação) e uma taxa de autorização (no caso da concessão da permissão é cobrada uma taxa adicional de 10,00 USD). Se você não receber a permissão para a viagem, você só precisará pagar a taxa para o processamento do pedido. Todas as taxas para pedidos eletrônicos devem ser pagas com cartão de crédito. O sistema ESTA aceita os seguintes cartões de crédito: MasterCard, VISA, American Express e Discover (JCB, Diners Club). Se você solicitar um novo passaporte dentro dos dois anos de validade de uma permissão ESTA existente, você deverá preencher um novo formulário sujeito ao pagamento das taxas mencionadas. O status do seu registro ESTA será verificado no check-in. Observe que só podemos aceitar passageiros com o status "ESTA OK" no check-in e que são determinantes as informações armazenadas no sistema ESTA.. Somos obrigados a negar o transporte a pessoas com outro status a não ser "ESTA OK". Observe que um registro completo no ESTA não garante a permissão para a entrada nos EUA. A decisão sobre a autorização ou negação de sua entrada cabe às autoridades americanas no aeroporto de destino.

Passageiros com o status "ESTA NOT OK" devem dirigir-se a uma embaixada ou consulado americano. O status "ESTA PENDING" significa que o seu pedido ainda está sendo processado. Volte ao site depois de 72 horas e clique no lado direito da tabela verde. Você irá precisar do número do pedido, número do passaporte e sua data de nascimento para verificar o status de seu pedido.


Quando o seu pedido tiver sido processado e você obter o status "ESTA OK", tal permissão terá uma validade de 2 anos. Se você viajar novamente para os EUA dentro dos próximos 2 anos, você não precisará se registrar novamente. Não é possível prolongar o ESTA. Depois de 2 anos, é preciso registrar-se novamente. Se você receber um novo passaporte, você também precisará se registrar novamente, mesmo
se os 2 anos ainda não tiverem passado.

Se você possuir cidadania dupla, insira o número do passaporte e nome do país emissor (não da residência). Se você possuir mais que um passaporte (também de um só país), você deve preencher um pedido ESTA separado para cada passaporte com o qual deseja viajar para os EUA. Como as formalidades de entrada e saída do país serão brevemente efetuadas de forma totalmente eletrônica, recomendamos usar o mesmo passaporte para a entrada e a saída!

Países do programa Visa-Waiver:

Andorra, Austrália, Bélgica, Brunei, Alemanha, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Grã-Bretanha, Irlanda, Islândia, Itália, Japão, Letônia, Listensteine, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Mônaco, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Áustria, Portugal, São Marino, Cingapura, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Coreia do Sul, Taiwan, República Tcheca e Hungria.

ATENÇÃO! O registro com o ESTA também é obrigatório para cidadãos de países do Programa de Isenção de Vistos, se o voo de ida ou o voo de volta fizer uma parada nos EUA!

No âmbito da lei Visa Waiver Program Improvement and Terrorist Travel Prevention Act of 2015, serão excluídas do Programa de Isenção de Vistos as pessoas que, além da cidadania de um país do Programa de Isenção de Vistos, também possuam a cidadania de um dos seguintes países: Síria, Iraque, Irã e/ou Sudão. Isso também é válido para pessoas que permaneceram no Iraque, Irã, Sudão, Líbia, Somália, Iémen e/ou Síria desde 1º de março de 2011 (mesmo por um curto período). Os passageiros afetados devem solicitar um visto regular para a sua viagem aos EUA. Isso não se aplica a passageiros cuja permanência em algum desses países tenha sido causada por motivos oficiais ou militares do seu país.

Versão: 18/02/2016